CHIQUINHA com 43 anos ganha nova vida
SUIPA - 28/4/2015 -SUIPA



Semana passada, uma senhora telefonou para a SUIPA questionando sobre uma cirurgia no jabuti de estimação, de 43 anos de idade (em média, durante sessenta a oitenta anos), pois estava sem se alimentar e muito apática, possivelmente devido a alguma dor desconhecida.


Ao fazer o exame radiográfico, foi constatado um quadro de DISTOCIA OBSTRUTIVA, que significa: os ovos recebem um excesso de cálcio, dificultando a passagem, causando obstrução. Nesse caso, a intervenção cirúrgica é recomendada e, na SUIPA, foi realizada com sucesso essa cirurgia, com anestesia inalatória, onde houve a abertura, com uma serra oscilatória, no plastrão (parte debaixo do animal, isto é, parte ventral).


A equipe que operou CHIQUINHA, foi o médico veterinário anestesista, Dr. Luiz Eduardo Castro, o médico veterinário cirurgião foi Dr. André Carneiro e o auxiliar de serviços veterinários (enfermeiro) foi Paulo Maurício. Se fosse realizada em outro local, possivelmente custaria em torno de três mil reais, mas na SUIPA foi cobrada apenas quatrocentos e quarenta reais, como se fosse o preço de uma cirurgia ortopédica, que também realizada na SUIPA.


As cenas da cirurgia são um pouco fortes, mas vale a pena ver o carinho e o profissionalismo da equipe suipana.


No raio x, pode-se observar quatro ovos bem calcificados e outras calcificações menores.


Na terceira foto, o fechamento do PLASTRÃO, com a resina ortopédica que permanecerá por um ano.


A cirurgia teve uma duração de uma hora e quarenta minutos. Duas horas após à cirurgia, devido ao baixo metabolismo dos répteis, em geral, segundo Dr. Luiz Eduardo, CHIQUINHA acordou da anestesia, sendo liberada para casa, para o término da recuperação.


Ela deverá retornar mais dez dias na SUIPA para fazer a aplicação de antibióticos e analgésicos.

 

Imagens - clique para ampliar

     
"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal,
ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante."

Albert Schweitzer (Nobel da Paz de 1952)
topo