SUIPA
ATENDIMENTO EMERGENCIAL

Diariamente chegam diversos animais em estado grave tanto na Assistência Veterinária (Ambulatório) quanto no Abrigo da SUIPA. A equipe de profissionais da SUIPA trabalha como se estivesse em um hospital público que atende humanos.

Casos de envenenamento, de animais baleados, esfaqueados, atropelados e com queimaduras generalizadas são comuns no cotidiano da Entidade.

Nesta Seção você irá participar dessas situações , além de tomar conhecimento do tipo de trabalho que vem sendo realizado pela SUIPA.

Veja aqui alguns dos atendimentos e resgates realizados pela SUIPA.


AMBULÂNCIA DA SUIPA

No início de 2004 a SUIPA iniciou uma campanha para a compra de um veículo que pudesse salvar vidas de animais em vias públicas. Várias pessoas MARAVILHOSAS deram início à concretização desse sonho, inclusive o Coronel Alkindar Bona, Coordenador do Distrito Bandeirante Fundação Osório e nosso associado que doou um cheque no valor de dezoito mil reais.

No dia 28/01/04, em uma revendedora de automóveis e na presença de um de nossos sócios, além do Presidente do Distrito Bandeirante, da professora e associada Mônica e de mais dois Bandeirantes da Fundação Osório, a compra de um Fiorino Furgão foi concluída.

Inicialmente foi batizada como Unidade de Resgate, mas muitas pessoas confundiam nosso serviço, achando que era "carrocinha de cachorro". Por isso, foi rebatizada como AMBULÂNCIA DA SUIPA que vem socorrendo, em vias públicas, cerca de oito a doze animais (a maioria cães e gatos) em estado emergencial. A maioria desses animais chega, no abrigo da SUIPA, vítimas de atropelamento e de subnutrição, além de animais idosos, cegos, abandonados sem qualquer condição de sobrevivência nas ruas. Muitos se encontram literalmente JOGADOS junto à lixeiras, embaixo de viadutos ou sangrando em várias partes do corpo.

Quando são animais de grande porte, como cavalos, também em estado emergencial em vias públicas, a SUIPA paga, à duras penas, um caminhão já adaptado para transporte de equinos e o cavalo recebe atendimento e proteção no abrigo da Entidade.

Em 04 de agosto de 2004, na coluna de Ricardo Boechat, no JORNAL DO BRASIL, o vigésimo socorro da Ambulância da SUIPA foi citado. No Engenho de Dentro, subúrbio do Rio, uma coruja com a asa quebrada foi resgatada sob os aplausos dos populares.

Nossa Ambulância não parou mais de socorrer os "sobrinhos" necessitados de ajuda. De 10 Agosto de 2004 a 22 de Julho de 2006 a Ambulância da SUIPA socorreu, em vias públicas, no Estado do Rio de Janeiro, 2205 animais - entre cães e gatos - além de 32 equinos, 01 urubu, 01 coruja, 02 galinhas e 02 gambás. E esse dados continuam aumentando.


"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal,
ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante."

Albert Schweitzer (Nobel da Paz de 1952)
topo